Parecido

Mulher ‘com ciúme’ vê marido em boate atira e mata garota de 26 anos no Ceará

Garotas busca buscar 12058

Garota de programa foi morta pela amiga com arma de PM que era namorado da suspeita. A arma usada para matar uma garota de programa em Aparecida de Goiânia pertence a um policial militar que é namorado da suspeita, segundo o delegado Rogério Bicalho informou nesta quinta-feira De acordo com as investigações, o homem estava com a companheira, de 19 anos, no momento do crime.

Discussão por dívida

O crime, segundo a Polícia, foi registrado por câmeras de segurança do implantação. A suspeita, que estava com uma arma de fogo, atirou contra o grupo, atingindo pelo menos duas pessoas. Um homem de 24 anos foi baleado e levado para uma unidade hospitalar. A suspeita informou aos policiais que estava com raiva do consorte e efetuou os disparos de formato aleatória. Em um vídeo registrado pela câmera de segurança do local, é possível ver que depois dos disparos, a suspeita caminha para fora do estabelecimento e é seguida pelo marido. Do lado de fora, o marido tenta retirar a arma da esposa em frente ao estabelecimento.

Esposa vai atrás de marido em boate mata jovem de 26 anos e é presa em Tianguá

O crime aconteceu na tarde de ontem. Um dos disparos efetuados pela mulher atingiu a cabeça de Djaiane Batista Barros, de 26 anos, que morreu no local. Um homem de 24 anos também foi atingido com uma bala no braço. O rapaz foi encaminhado para o hospital e deve passar por cirurgia. Nas imagens, é possível ver o momento em que a mulher chega ao estabelecimento realizando os disparos. As outras pessoas que estavam na mesa, incluindo o marido da autora do crime, fogem do local. Ela perdeu o controle, o que resultou no crime. De aliança com o Tenente Paulo, Dayanne fugiu do local do crime, mas graças às imagens de segurança do implantação foi identificada. Identificando o marido dela, conseguimos ir até ela e prendemos ela em flagrante na própria residência.

Garota de programa foi morta pela amiga com arma de PM que era namorado da suspeita diz delegado

Tem um livro de contos publicado e um romance no forno. Um bem-parecido dia, decidiu ir embora, para sempre. Mas deixei de fora o principal. Ninguém deve achar normal viver num lugar onde a violência é encarada como algo corriqueiro. Desembarquei em Nova York só com uma mala e vou trabalhar ilegalmente. Radical, eu? Único tenho coragem de arriscar um tímido-mas-firme: are you hiring? Todos me dizem para voltar no dia seguinte e falar com o gerente.

Gkay dá a entender término com Rezende e manda indiretas afiadas: 'Macho sendo macho'

Foi com muito sexo e muita cachaça. No ano em que Brasília foi inaugurada,a mineira Yone Waranhara Rodrigues idade gerente de uma boate nos arredores de Luziânia, um tempo em que ela ganhava tanto dinheiro que jogava debaixo da cama para só existência depois, dois ou três ou quatro, ter tempo para juntar o moeda esparramado e fazer a conta do lucro do período trabalhado. No dia em que conversou com o Correio, Yone estava completando 90 anos, quinta-feira passada, 17 de junho.

Leave a Reply

Your email address will not be published.