Vida

Gravidez tardia pode acarretar problemas genéticos

Mulher busca sexo 38499

Afinal, parece que é algo que ocorre com muita frequência, pelo menos é o que reparamos ao andar por aí —quantas barrigas você viu hoje? E para as sortudas, essa gravidez ainda pode levar um tempo para acontecer. Segundo um estudo depublicado no periódico Human Reproductionpara um casal fazendo sexo desprotegido, isso geralmente demora seis meses. Se após um ano tentando os testes derem negativo, o casal é considerado infértil. Na série Explicando O Sexo, da Netflix, os especialistas em fertilidade comparam o corpo feminino a um labirinto. E esse processo tem que ocorrer rapidamente.

Veja também:

Qual é o papel do homem? Quais as chances e possibilidades? Quando falamos em gravidez tardia, o mais universal é focar todas as atenções nas mulheres. Embora possa produzir milhões de novos gametas todos os dias, a partir dos 50 anos, essas células passam a apresentar problemas. Ou seja, assim como acontece com as mulheres, o avanço na idade do homem-feito também contribui para a piora na qualidade das células reprodutivas. Um estudo publicado na revista Nature empor lição, mostrou que, quanto mais velho for o pai, maior a chance de transmitir alterações no genoma para os filhos. De acordo com Wood, o mais comum é o aumento na incidência de espermatozoides com DNA fragmentado ou com menos mobilidade. E o que fazer?

SAÚDE desvenda quais fatores ajudam ou atrapalham quem deseja ampliar a família

Olha só:. Nele, ocorre um aumento do muco cervical, que funciona como substrato energético para o espermatozoide — incentivo e tanto para marcar o gol. Com o tempo, tanto a quantidade quanto a qualidade do esperma sofrem alterações. Com acompanhamento, aumentamos a taxa de sucesso. O mais certeiro próprio é o exame de ultrassom. Existem, no entanto, métodos realizados em domicílio que também funcionam. Um deles mensura o hormônio luteinizante LH. Observar o muco cervical é outra possibilidade. Ter uma boa fertilidade depende de um trabalho afinado da nossa orquestra hormônico.

Mortalidade masculina

Então vem a fase das descobertas, da busca pelo prazer e, finalmente, a maternidade. Com a chegada da menopausa, outra quebra: a mulher passa a ter milhares de questionamentos e, com isso, acaba tendo que reaprender a lidar com sua vida sexual. Dos 15 a 25 anos: segundo Margareth dos Reis, psicóloga e terapeuta sexual e de casais do instituto H. Ellis, essa é a fase em que a mulher tem mudanças significativas no corpo. Além disso, a mulher passa a experimentar novidades em outros aspectos da vida, especialmente no trabalho ou na estrutura familiar - geralmente, quando sai de casa e passa a dividir o teto com outro alguém.

Comunicar erro ou fazer sugestão

Nome, Thinkstock. Desde o início dos tempos, muitos casais fazem de tudo para tentar escolher o sexo de seus filhos. Por outro lado, estudos dizem que as mulheres com personalidades dominadoras e as que se alimentam com comidas mais calóricas teriam mais probablidades de dar à luz um menino. Fim do Talvez também te interesse. Crédito, Getty Images. Em todo o mundo, nascem cerca de meninos para cada meninas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.